Serviço de Cuidados Paliativos

- Filosofia de trabalho do Serviço de Cuidados Paliativos

- Missão

- Directrizes

- Estratégias

- Critérios de admissão

- Arquitectura

- Áreas de actividade assistencial

- Unidades do Serviço

 

Filosofia de trabalho do Serviço de Cuidados Paliativos:

A filosofia de trabalho do SMP baseia-se na definição de Cuidados Paliativos da

Organização Mundial de Saúde / 2002:

"Os Cuidados Paliativos visam melhorar a qualidade de vida dos doentes

com doenças graves e/ou incuráveis, avançadas e progressivas

e das suas famílias, prevenindo e aliviando o sofrimento através da detecção precoce, avaliação adequada tratamento rigoroso dos sintomas físicos, psíquicos, sociais e espirituais ".

Missão do Serviço:

Melhorar a qualidade de vida dos doentes (familiares e amigos) que sofrem de doenças ameaçadoras, nas mais diversas fases salvaguardando contudo, pela sua importância, as fases mais avançadas, através da formação sólida da equipa, de outros profissionais e através da investigação, contribuir para melhorar o conhecimento da Medicina Paliativa e assim poder influenciar positivamente a qualidade dos Cuidados Paliativos.

Directrizes do SMP:

1-Defender a vida e aceitar a morte como um processo normal que não antecipam nem atrasam

2- Melhorar o bem-estar e a qualidade de vida dos doentes;

3- Promover uma abordagem holística do sofrimento (físico, psicossocial e espiritual);

4- Ajudar a família / cuidadores a suportar a doença e a superar o sofrimento pela

aproximação da perda sofrimento esse que se pode prolongar (acompanhamento no luto).

 

Estratégias de trabalho:

- Trabalho em equipa interdisciplinar (médicos, enfermeiros, auxiliares acção médica, psicólogo,

assistente social, capelão (ou outro consultor espiritual indicado pelo doente) e voluntários.

Sempre que necessário será pedida a opinião / intervenção de outros profissionais

(nutricionista, fisioterapeuta, radioterapeuta, cirurgião, etc);

- Avaliação adequada dos problemas do doente a nível físico, sócio-económico, psicológico

e espiritual;

- Tratamento rigoroso e intensivo, mas não agressivo, dos problemas detectados

- Ensino pré e pós - graduado de Cuidados Paliativos

- Investigação científica em Cuidados Paliativos

 

Critérios de admissão:

O Serviço de Cuidados Paliativos do C H C Beira admite doentes, com idade igual ou superior a

16 anos, portadores de sintomas/problemas intensos ou incapacitantes resultantes de doença oncológica

Incurável (sintomas físicos, psíquicos, emocionais dos doentes e das suas

Famílias/cuidadores), em qualquer fase de tratamento da doença mas também os que recusarem

terapêutica após explicação dos seus benefícios e riscos.

A admissão dos doentes é decidida pelos médicos do Serviço e deve sê-lo após avaliação da

proposta de admissão feita pelo(s) médico(s) assistente(s) do doente e aceitação do

doente após informação dos objectivos do Serviço

(nos doentes com alterações cognitivas o consentimento poderá ser dado pelos familiares ).

 

Unidades do Serviço:

- Internamento (10 camas, 4 quartos duplos e 2 individuais)

- Consulta Externa

- Atendimento telefónico

- SAD

- Consultadoria