Serviço de Oncologia

- Caracterização do serviço

- Corpo Médico

- Corpo Enfermagem

- Recursos Humanos

- Missão

- Consulta da Dor

 

Directora de Serviço : Maria Manuela Veiga Marques Ribeiro Görtz

Enfermeiro Chefe: João António Carapito Silva da Costa

Contactos: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Localização : no 1º piso, ao lado das consultas externas

Horário: segunda a sexta-feira das 8 ás 16 horas.

 

Caracterização do serviço :

4 camas, 11 cadeirões p/ tratamentos

 

Corpo Médico:

Luís Francisco Araújo

Margarida Dias Alexandre Oliveira

Maria Manuela Veiga Marques Ribeiro Görtz

Maria Salete Beirão Valente

Reinaldo Marcelino Rodrigues Santos Almeida

 

Corpo Enfermagem :

Célia Joana Valentim da Torre

João António Carapito Silva da Costa

Maria Gabriela Vicente

Patrícia Maria Abreu Pinto

 

Recursos Humanos : 5 médicos, 4 enfermeiros, 1 técnica superior, 1 assistente técnica, 2 assistentes operacionais.

 

Missão do Serviço:

O hospital de dia recebeu os primeiros utentes, nas novas instalações do CHCB, no ano de 2000. Este serviço rapidamente demonstrou a sua importância, não parando de crescer desde a sua abertura até à actualidade.

Tem como Missão a prestação de cuidados de saúde em regime de ambulatório, das várias especialidades médicas e cirúrgicas do CHCB, dando ênfase à Oncologia Médica, Pneumologia Oncológica, Hemato-Oncologia e Consulta da Dor. Desta forma, realizam-se consultas de diagnóstico, de decisão terapêutica e consultas de seguimento.

Na área de Oncologia Médica incluem-se a:

- clínica de mama;

- clínica de digestivos;

- clínica de urologia;

- clínica de ginecologia;

- clínica de tecidos moles e osso.

Na área de Pneumologia Oncológica incluem-se:

- clínica de pulmão.

Na área de Hemato-Oncologia incluem-se:

-clínica de hemato-Oncologia.

 

A Consulta da Dor :

- tem como objectivo reduzir a dor e o sofrimento associado, e reabilitar o funcionamento físico, psicológico e social do utente com dor crónica.

A terapêutica em ambulatório, demonstrou a influencia que pode exercer na qualidade de vida dos utentes, por razões de inserção familiar/social e também por aspectos económico-financeiros. Os cuidados privilegiam o envolvimento do doente e família no processo terapêutico, através do ensino personalizado, a fim de garantir elevados níveis de qualidade e humanismo.

Incluem-se também actividades de ensino e formação no âmbito da oncologia.

A vertente técnica tem tido evolução constante, acompanhando permanentemente os progressos científicos, pela necessidade de encontrar novas terapêuticas ou melhorar a eficácia das existentes. Adequam-se os recursos existentes, com o objectivo de alcançar a satisfação dos doentes e colaboradores.